EXPERIÊNCIA COM YOGA

No meu trabalho de treinamento físico para atores e bailarinos sempre mantive uma inquieta investigação  nas mais diversas técnicas corporais das mais diversas culturas e épocas.

Me interessei especialmente pelo Yoga; uma ciência ancestral e pragmática que lida com o bem estar físico, moral, mental, emocional e espiritual do homem.

Yoga significa união; o processo de união do ser individual com o Universo.

Porem para poder unir o ser individual com algo; é necessário conhecê-lo primeiro, e conhecer algo implica numa absoluta observação sobre o que se deseja conhecer.

Processo que considero absolutamente necessário para aqueles que desejam atuar como atores e/ou bailarinos.

O homem contemporâneo nunca esteve tão distante dele mesmo nunca esteve tão vulnerável e inseguro em relação a sua singularidade e personalidade artística e cultural.  Com a globalização da arte e da cultura em geral, perdeu-se uma coisa muito peculiar ao ser humano: sua identidade cultural e artística, cujas raízes vivem ou sobrevivem da consciência que ele/ela tem do seu tamanho perante o universo.

Mas qual universo? Hoje o homem é alimentado pela mídia. E a mídia globalizada conta a mesma estória (maquiada de forma um pouco diferente) conta sempre a mesma estória, como se fosse um disco repetitivo, numa "agenda" político/cultural de alguém que não conhecemos e que esta completamente distante (e cada vez mais distante) da natureza humana em si.

O mundo e o tempo nos têm mostrado que nada é certo nada é seguro nem definitivo, precisamos encontrar o equilíbrio em nos mesmos.

Percebi a urgência de um trabalho que  abordasse a relação entre o corpo e a mente.

 Através dos exercícios físicos e exercícios de respiração e concentração do Yoga me tornei mais alerta e consciente. Fui apresentada a um método de investigação pessoal que me levou a um nível de auto-conhecimento e equilíbrio jamais experimentado por mim em técnica alguma.

Além do fortalecimento físico e mental que adquiri através da pratica do Yoga (posturas) pude observar  que nas posturas; as atitudes e movimentos de cada época, raça ou classe social, estão inscritos  e relacionados aos pensamentos e sentimentos destas.

Percebi que através da experimentação e da mudança de posturas e movimentos pode-se mudar sentimentos e pensamentos. As posturas motoras, intelectuais e emocionais estão absolutamente ligadas entre si.

Pude experimentar que os  automatismo de meus pensamentos e de meus sentimentos correspondiam precisamente ao automatismo de meus movimentos. Vi que não poderia mudar um sem mudar o outro.

A minha formação e pratica no Yoga me deu autoridade de trazer este ensinamento para o treinamento dos atores e bailarinos com os quais trabalho, percebendo um resultado imediato na precisão dos seus movimentos e na consciência da importância da respiração na qualidade dos gestos.

- links externos

- Praticante por mais de 20 anos


- Certificada pelo Sivananda Yoga Vedanta Center em 2002 como Professora de Yoga e em 2004 como Mestre de Yoga.


- Instrutora dos métodos: Sivananda Yoga, Hatha Yoga and Flow Yoga.


- Practicas perferidas são: Jivamukti Yoga, Ashtanga Yoga, Iyengar Yoga, Kundalini Yoga, Bikram Yoga and Sivananda Yoga.

mestre de yoga e diretora de movimento